0

Decifrando o Choro do Bebê!

Quando você acha que tudo está tranqüilo o chorinho começa! Como um filme você pensa, o bebê está amamentado, fralda limpinha, está bem agasalhado e porque ele começou a chorar? Às vezes não é nada demais, é só uma vontade de ficar pertinho da mãe.

O choro é a segunda forma de comunicação do bebê, pois a primeira forma é o corpo. Ele chora quando algo o incomoda ou quando simplesmente deseja arrotar e não consegue, algumas vezes são coisas simples. Pode ser um pedido de ajuda ou algo mais rotineiro, mas como sua forma de comunicação ainda não é abrangente o choro algumas vezes termina sendo uma tradução para qualquer necessidade.

E quando o bebê chora o que faço? Como fazer ele parar de chorar? Será que não sou uma boa mãe ou pai? As dúvidas e sentimentos passam pela cabeça dos pais, mas para identificar o que o bebê está tentando expressar é necessário ter calma, não há fórmula mágica. Com o tempo e interação você compreenderá as necessidades, escutando e decifrando essa comunicação que é difícil mesmo no início, mas que em pouco tempo você estará craque!

Quando ele começar a choramingar, respire fundo e diga ao bebê que você pode não saber o que está acontecendo, mas que logo entenderá e o ajudará. Tente perceber qual é a necessidade do bebê e fique tranqüila, pois se ficar tensa o bebê sentirá sua tensão corporal e responderá igualmente. Seja paciente com o bebê e consigo mesma, lembre-se que vocês estão se conhecendo.

Veja só algumas hipóteses do choro e elimine as possibilidades:
·             Tenho fome! – Cada bebê possui o seu ritmo próprio de mamada e algumas vezes o bebê pode adiantar a mamada, assim como atrasar principalmente nas fases de pico de crescimento;
·            Mais um dia com cólica! – Pode começar na terceira semana de vida e se estender até o quarto mês de vida do bebê. Para ajudá-lo coloque-o para arrotar após as mamadas e faça Shantala. Dessa forma evitará o acúmulo de gases e a crise de cólica;

·              Quero dormir! – Alguns bebês brigam contra o sono e se irritam por não ceder, leve-o a lugar tranqüilo e embale-o para ajudar a relaxar
·              Minha roupa está incomodando! – O excesso de roupas podem incomodá-los. Os bebês não precisam de agasalhos mais do que nós e muitas vezes os pais exageram nos casaquinhos. Uma forma de saber se o bebê está confortável é colocar a sua mão na barriga do bebê e se estiver fria é sinal que ele precisa de uma roupa um pouco mais quente. O tecido da roupa, uma costura, linha presa no dedo, pode estar incomodando e obstruindo a circulação, retire a roupa e xeque;

·             Que confusão nessa casa! – O excesso de estímulo, agitação na casa, mudança na rotina e briga entre os pais pode contribuir para a irritação do bebê. Ele não entende o que você fala, mas consegue entender e absorver a tensão do ambiente;

·              Sujei minha fralda – Sejam molhadas ou sujas incomodam e não permitem que o bebê se sinta confortável;

·              Estou em casa! – Os bebês ficam entediados em ficar numa mesma posição ou muito tempo num mesmo lugar sem atividade ou contato. Lembre-se, eles gostam de novidade;

·             Quero colo! – Se todas as hipóteses já passaram pela sua cabeça, ele pode estar precisando apenas do aconchego do seu colo. Pegue-o no colo, embale-o, converse e deixe que ele sinta as batidas do seu coração, sua respiração, sons que ele conhece tão intimamente. 

  Shantala é uma forma de aprimorar a comunicação com o bebê e entendê-lo melhor. Assim no momento do choro será mais fácil identificar o que o bebê quer dizer. A mamãe Márcia fala justamente sobre isso no vídeo abaixo.

    Denise Gurgel

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.