0

A Maria Eduarda dormiu no ofurô

Sim, os bebês se lembram das sensações que viveram na barriga da mãe e como essa experiência foi única na sua vida, quando sente novamente e recebe as mesmas informações se tranquila, com aquele: – opa…isso eu reconheço! rs
 
Você deve estar se perguntando se a questão é água e a sensação mergulhado no líquido amniótico durante a gestação o banho de banheira também oferece a mesma sensação. Eu tenho que dizer que não.
 
O formato ovalado do ofurô permite que o bebê fique numa posição muito mais próxima da gestação que é a posição do fechamento, como se o corpo ficasse enrolado sobre si mesmo. Já na banheira o bebê fica aberto, e aí acontece um montão de atividades reflexas que podem tirar a paz do bebê.
 
Outra questão importante do ofurô é a manutenção da água quentinha por mais tempo pela superfície baixa e material, diferente da banheira que vai esfriando. No ofurô a temperatura da água será entre 36 e 37 graus e poderá ser dado no bebê logo após o nascimento ou até os seis meses. Depois dessa idade há outros ofurôs maiores que podem ser utilizados.
 
Mais relaxado e tranquilo tudo funciona melhor. O bebê dorme melhor e até as cólicas são minimizadas! 
 
Esse banho traz toda essa calma para o bebê e não é raro alguns tirarem um cochilo lá mesmo! O efeito é imediato! Veja que a Maria Eduarda relaxou tanto com o combo shantala + ofurô que até dormiu!
 

Denise Gurgel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.